Filters
Idioma
Buscar

Ferramentas Weidmuller

Ferramentas Weidmuller

Será que 2,5 mm2 são mesmo 2,5 mm2? Para os que não querem confiar na sua intuição ou realizar inspeções compreensivas, as ferramentas de cravação com efeito de mola permitem uma compensação fiável das possíveis discrepâncias de tamanho entre o condutor e as ponteiras.

Cravar requer não apenas a habilidade do profissional, mas também uma ferramenta de cravação adequada e com os contactos apropriados. Os requisitos para a ligação da cravação são especificados em standards e diretrizes internacionais, por exemplo DIN EN 60352-2.

"Estamos a determinar um desenvolvimento cada vez mais claro – que as secções nominais dos condutores não sejam frequentemente cumpridas.”

Um fator de qualidade essencial é a resistência à tração garantida na ligação, tal como a prevenção de erros típicos de cravação. No entanto é necessário ter cuidado: cada condutor não se ajusta a todos os contactos e nenhuma ferramenta é adequada para todas as tarefas. As tolerâncias de produção individual dos condutores e os materiais de cravação não permitem que qualquer condutor seja processado com qualquer matriz.

"Nos últimos anos, o material condutor foi sujeito a uma otimização contínua de tal forma que a condutividade necessária também é especificada se o material for salvo. Assim este não é um problema por si só. No entanto o problema surge durante o cravação com as ponteiras. Se a ponteira originalmente projetada para a secção transversal nominal não se encaixar no condutor, a cravação necessita de compensar esta discrepância de tamanho. Isto não é uma tarefa fácil se o condutor tiver apenas 2,8 mm2 ao invés dos 4 mm2, por exemplo. Para compensar, a Weidmüller aconselha a utilização de ferramentas de cravação com efeito de mola.”

No caso das ferramentas acionadas por molas, as duas forças trabalham juntas com uma grande precisão: assim que o potencial da mola ómega se esgota, a mola de corte assume o controlo. Assim a suspensão é suficientemente estendida para apertar na perfeição os condutores e as extremidades das ponteiras, apesar de um ajuste insuficientemente preciso. Essencialmente a Weidmüller utiliza metal ao invés de plástico como material para os elementos com mola em ferramentas manuais. Como o desempenho da mola não é influenciada até mesmo com temperaturas extremas, contamos com uma ligação simples na cravação em diferentes setores industriais e regiões climatéricas.

 

Cravação com efeito de mola – mesmo quando as coisas estão a ficar apertadas

Um exemplo recente de um produto com efeito de mola é o PZ 6 Roto L. Caraterizado pela inserção de um aperto rotativo, a ferramenta pode ser utilizada consoante o espaço disponível, uma vez que os condutores e os terminais de fios podem ser inseridos tanto pela parte frontal como pela lateral da ferramenta. A travagem na inserção de aperto combina os benefícios de uma ferramenta fixa e giratória, e por isso os utilizadores permanecem flexíveis nas suas aplicações. Como os bus e as ponteiras podem ser cravados com uma única ferramenta em secções transversais de 0,14 mm2 a 6 mm2, o moroso processo de mudar ferramentas é desnecessário – e os resultados fiáveis de cravação são obtidos em todos os momentos para o efeito de mola.

 

Ferramentas

A utilização de ferramentas profissionais adequadas a cada tipo de tarefa, é fundamental para garantir produtividade das equipas.

 

Artigo por

Steffen Kallenbach  
Head of Product Management

in Revista Zembe